segunda-feira, 28 de março de 2011

não sei o que exatamente..

Eu quero falar, eu preciso falar, gritar, abrir a janela e berrar pro vento que como tá não dá mais.
Eu tô sensível, irritada, mas ao mesmo tempo calma, eu estou confusa, eu estou sentindo tantas coisas, e ao mesmo tempo estou sentindo um vazio enorme dentro de mim. Essa hora eu deveria estar fechando o note e indo estudar, mas eu estou numa crise existencial e nem sei se o que eu quero é realmente o que eu devo querer ou simplesmente o que eu quero mesmo.
 Meu irmão passou o domingo aqui, e isso me fez muito bem, joguei stop, forca, me revoltei que nem criança quando perdi, chegou a ser cômico.
 Só há uma coisa que eu tenho certeza: eu sinto muita falta das manhãs no pallotti, me deu saudade dos professores, de algumas pessoas, talvez porque eu tenha visto alguém muito importante pra mim que estuda lá, e me bateu uma tristeza sabe, eu não tenho mais o privilégio daquela vista, eu nem posso reclamar daquela gente chata, e combinemos algo, todos reclamam de muitas coisas, mas vai dizer que quando tudo está certo a gente não fica meio desconfiado, procurando algo para "se coçar", eu sou assim mesmo, tenho meus momentos de dúvida, de incertezas, mas no fundo isso me faz bem.
É estou feliz, faz bem mesmo, depois desses meus momentos eu sempre consigo refletir melhor, ter uma visão mais ampla, e muitas vezes resolver problemas que fico por longo tempo sem conseguir resolver.
Espero MESMO que essa seja uma destas vezes! iupi ISJISAJSAIASJASI

quarta-feira, 23 de março de 2011

tão "eu", mas não é meu!

essa é a minha frase, só pode, eu sempre encontro garotos que sejam a minha cara, só que sendo assim, não daremos certos, como duas mulas empacadas, os dois lados fingem que não veem e tudo segue, como pessoas orgulhosas, a vida segue as duas pessoas continuarão infelizes, mas como duas pessoas, resistentes, orgulhosas e que tem um objetivo, ficarão buscando uma alma gêmea que talvez já tenham encontrado, mas por medo de tentar, deixaram passar. Pelo vão dos dedos as chances se foram, e eu assim como as outras pessoas não tive coragem de "agarrar".

terça-feira, 22 de março de 2011

faz tempo que não venho aqui 2

não por loucura, ou desleixo, ou sei lá o que..
acontece que eu sonho com o sorriso da mesma pessoa, e eu não tenho ideia do que fazer, eu estou confusa, comecei o cursinho tem gente linda lá, sabe, pessoas boas de coração, mas parece que eu não estou lá, estou tentando me desconectar, desse sentimento, que é lindo dentro de mim, mas que no momento só me traz dor, tristeza e desilusão, e então, eu tenho que tentar esquecer :S, se o destino quiser, me dará uma chance de provar minha verdade, e não se fala mais isso, estou estudando duas horas por dia, e farei isso até janeiro, e confesso que tendo outras ocupações, não se tem tempo de sentir dor a todo momento, se sente felicidade, de ter força e persistência, para independentemente dos obstáculos, seguir confiante, e lutar por tudo aquilo que somos capazes independente dos objetivos alheios.
E principalmente porque me falta tempo de vir aqui todos os dias!

domingo, 13 de março de 2011

Um filme a mais..

..Ou não.
Sexo sem compromisso, esse é nome do filme que fui ver ontem.
Uma comédia romântica, de muito bom gosto.
Era para ser só uma comédia romântica, como outra qualquer, que eu vejo, acho bonito e fim,
mas me surpreendeu, simplesmente.
O filme era a minha cara, tocou até Bleeding love, a mulher do filme era tão como eu, não em aparência, em manias, em dúvidas.
Um filme para mim, eu chorei bastante, ri mais ainda, me emocionei, simplesmente me surpreendeu, o vencedor do meu oscar para melhor filme. isdjsdisjsisjdisd

Ah, se fosse fácil!

 Por que? Por que é tão difícil se olhar no espelho, querer se arrumar, botar um sorriso no rosto e fingir que sou feliz? Todos conseguem por que eu não consigo? Por que todos veem comédias românticas no cinema, mas estranham quando alguém começa a chorar? Se os sentimentos são lindos, por que temos que escondê-los, escolher o momento certo para dizer-los, nos conter e não dizer toda a verdade para não estarmos na mão de alguém? Porque é mal visto, o fato de nosso sentimento estar na mão de quem amamos? Qual seria a diferença se não estivesse? Até porque mesmo sem nos declararmos, as nossas emoções estão nas mãos dos outros igual, os sentimentos tem muito disso, fazer tudo certo pode não ser nada, as coisas podem dar totalmente errado da mesma maneira.
 Eu não entendo, simplesmente não consigo, não tenho essa capacidade. Esconder o que sinto, guardar para mim algo bonito.. E eu não entendo também como algo bom pode fazer mal para outro alguém, ninguém disse que tem que ser correspondido, feliz, só se quer ser bem tratado, só se quer ter a chance de tentar. Por que não pode? Por que não dá? As pessoas não saem por ai dando chance para tanta gente, em festas, no msn, enfim, as pessoas dão chance a todos, mas quando o assunto é amor tudo muda. Às vezes parece que as pessoas têm medo de serem amadas, e se fosse o contrário? Isso se realmente não estiver acontecendo igual lá do outro lado!?
 Digo isso tudo por que eu realmente queria que isso fosse explicado para mim, como pode se ter somente sentimentos bons por alguém, e isso ser mal visto? Como? Como alguém seria capaz de não gostar de sentimentos bonitos? Isso estaria fazendo mal a alguém?
Se fosse fácil, eu engolia seco o choro toda vez que penso, que eu queria tanto que desse certo, mas não posso nem tentar.
Se fosse fácil, eu me arrumava e saia por ai, ia para qualquer festa e fazia como todo mundo, escondia meus sentimentos e ia "pegar", "curtir", mesmo não sendo o que eu quero, mas não é fácil e eu realmente não vou sair por ai mentindo para mim mesma, fingindo que gosto dessas coisas, eu não gosto e fim, eu idealizo outras coisas e não serão as dificuldades capazes de mudar o que sinto, o que a dentro de mim, a minha verdade, a realidade, o que meus olhos gostam e querem ver.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Os porquês é o que eu quero saber.

Acabarei apagando o meu formspring, as pessoas vão lá, perdem seu tempo para tentar nos fazer mal, não sei exatamente o porquê disso, mas acho ridículo. Poxa, não há coisas que realmente queiram saber? Esclareçam os motivos pelo qual não gostam de mim, sem ter certeza se são verdade, fico me perguntando: Porque as pessoas são assim? Sabe quando eu não gosto de alguém eu simplesmente ignoro, acho mais fácil, mas não ficarei falando disso..
 Já mudei. Quero saber o porquê de tantas tragédias, me comoveu hoje olhar o jornal, deu um pena das pessoas de São Lourenço e do Japão que deu um tsunami. O porquê óbvio eu sei, aquecimento global, poluição, desmatamento, mas não isso, digo o descaso, ontem fui no jogo e divulgaram no auto-falante, a partir de amanhã, tragam doações, de alimentos, artigos de higiene, e tudo mais, ninguém, NINGUÉM, pareceu se importar, nem prestaram atenção, sabe é tão triste ver isso, se fosse o contrário iam reclamar que ninguém ajuda, eu vou lá levar algo hoje, fazer a minha parte e escrevi isso porque espero que as pessoas que lerem façam também, dá para doar no estádio do Inter *--*, no do Grêmio e provavelmente no gasomêtro, eles sempre aceitam doações lá, as pessoas estão precisando de: Água, produtos de higiene pessoal, alimentos não-perecíveis.

sábado, 5 de março de 2011

meu texto....

 Eu queria viver num mundo onde falar com os olhos fosse o suficiente, onde um sorriso valesse mais do que dinheiro, que os sentimentos fossem mais fortes que pedras, e que ainda existissem pessoas capazes de se dedicar somente a amar, durante uma vida inteira. Amar o que vê, amar o que vive, amar o amor!

Retorno do passado...

 Vou fazer um filme do que sonhei essa noite, não vou de verdade, mas se eu fizesse faria sucesso, sonhei com várias coisas, todas elas fazem parte do passado. Há uma insegurança de minha parte ao ver isso, porque logo ontem eu desisti de pensar no passado e isso me fez tão bem, eu saí com pessoas legais, fui ao cinema, me diverti, eu não quero pensar no passado e muito menos voltar para ele, pois hoje me sinto feliz.
 Finalmente, depois de meses, hoje posso dizer que eu me sinto bem.
Aleluia! Às vezes pensava que esse dia não ia chegar. É bem verdade que têm algumas que ainda quero ajeitar no meu passado, assuntos que por mais finalizados que pareçam ter estado, no fundo ainda estão abertos a expressão para eles seria algo como: O passado está como uma casa abandonada, ainda tem móveis(sentimentos), ainda tem quadros(lembranças), mas ninguém mais parece querer entrar lá, encontraram lugar melhor.
 Eu sigo, sigo e levo comigo os "quadros", mas os "móveis", as pessoas não querem mais e guardá-los sozinha seria complicado para preservar, levar, enfim, me obrigam a deixar lá "naquela casa". Que o futuro demore mais para se tornar assim.

sexta-feira, 4 de março de 2011

Dia importante(desapego)

Ontem foi um dia importante, ri muito sozinha, e percebi algo que eu já tinha escutado, mas é bem mais fácil acreditar em algo quando acontece. Eu me diverti muito comigo mesma ontem, e então comecei a refletir, e finalmente aceitei que seguir minha vida e abandonar o passado é a escolha mais sensata, se as pessoas do passado me considerarem importante elas me procurarão. Existem pessoas que pareciam indispensáveis e que hoje nem ao menos me fazem falta, e existem pessoas que eu nunca dei muita bola, mas que demonstraram que sentem falta de mim, darei valor a esses.
 Acordei bem cedo hoje, no horário que eu acordaria se ainda estivesse no colégio, mas não por ter compromisso ou alguém ter me acordado. Acordei ao natural, me escorei na janela e aproveitei o ventinho da manhã para parar e pensar. Estou me sentindo incrivelmente bem, limpei minha caixa de e-mail, arrumei as pendências, comprei uma escova de dente nova, sem aquela preocupação que me vinha em tudo que eu fazia, (ai não vou jogar isso fora né, isso me lembra o colégio..), enfim estou muito bem, me desapeguei.

quinta-feira, 3 de março de 2011

O amor conquista tudo

Tudo o que? O que é tudo pra você, o amor pode me fazer sorrir, pode me fazer chorar, mas se conquistasse tudo, eu estaria namorando agora. Será que eu entendi direito? Não sei não, mas acho que essa frase não passa de uma grande mentira, daquelas em que é melhor a gente acreditar para ter esperança no futuro. Só que eu já não tenho mais, nem assim, nem com as frases mais perfeitas, nem com filmes, nem com livros. Eu amo o amor, ele é lindo, mas eu não consigo mais acreditar, numa história com final feliz. Alguém acredita ainda? Porque eu vejo cada dia mais as pessoas sem acreditar no amor, vejo gente que namora com outra pessoa só pela beleza exterior, namoros que duram uma semana e terminam por msn, e vejo os acomodados, aqueles que ficam anos juntos, brigando e sofrendo eternamente, mas que se acostumaram assim, se sentem bem assim, e assim ficarão por algum tempo, até cansarem de se enganar, isso se cansarem.
Eu ainda tenho o sonho de ME APAIXONAR POR ALGUÉM QUE MEREÇA, alguém que seja capaz de acreditar, no que eu acreditava e não acredito mais, que o amor é capaz de conquistar tudo.