sexta-feira, 22 de julho de 2011

?

E coisas lindas eu escrevia, porque tinha o que dizer
e sentimentos lindos levava consigo, porque tinha quem lhes despertar
histórias, sorrisos, felicidades, existiam porque tinham que existir, talvez sim, talvez não, mas se nada tivesse estado no coração, não haveria lembrança, nem recordação
não existiria felicidade em mim.
São coisas estranhas, que não devem ser explicadas, pois não podem ser!
Mas sinto todo dia quererem fazer parte dos meus pensamentos, não há escolha, mas deveria haver
Ora! Não dizem que o amor é sentido pela mente, que é puramente racional?
 Então, ou minha mente me engana a todo instante e não quer realmente esquecer,
 ou eu não sou um ser pensante e racional...
e não é só de amor que eu falo.. tudo aquilo que queremos esquecer não parece ser cada vez mais lembrado por nós?