sábado, 5 de março de 2011

Retorno do passado...

 Vou fazer um filme do que sonhei essa noite, não vou de verdade, mas se eu fizesse faria sucesso, sonhei com várias coisas, todas elas fazem parte do passado. Há uma insegurança de minha parte ao ver isso, porque logo ontem eu desisti de pensar no passado e isso me fez tão bem, eu saí com pessoas legais, fui ao cinema, me diverti, eu não quero pensar no passado e muito menos voltar para ele, pois hoje me sinto feliz.
 Finalmente, depois de meses, hoje posso dizer que eu me sinto bem.
Aleluia! Às vezes pensava que esse dia não ia chegar. É bem verdade que têm algumas que ainda quero ajeitar no meu passado, assuntos que por mais finalizados que pareçam ter estado, no fundo ainda estão abertos a expressão para eles seria algo como: O passado está como uma casa abandonada, ainda tem móveis(sentimentos), ainda tem quadros(lembranças), mas ninguém mais parece querer entrar lá, encontraram lugar melhor.
 Eu sigo, sigo e levo comigo os "quadros", mas os "móveis", as pessoas não querem mais e guardá-los sozinha seria complicado para preservar, levar, enfim, me obrigam a deixar lá "naquela casa". Que o futuro demore mais para se tornar assim.