sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Eu queria que as pessoas tivessem noção do quão complexo tudo isso é. Não se trata de sentir, de falar ou não, se trata do que a gente nem sabe explicar, do que a gente sente independente do querer, daquilo que é incontrolável e inenarrável, mas que me muda a nossa vida em segundos. Não, não é algo mágico, incrível ou bonitinho, são sonhos e eles não tem intensidade nem direção, não se sabe por onde começar. E quando não depende da gente então? Pronto, feito o caos. Pode chorar, espernear e fique bem a vontade, pois você não estará sozinha(o).